Resenha – STAR WARS Marcas da Guerra, de Chuck Wendig | Fulcrum

star-wars-marcas-da-guerra-chuck-wendig-aleph-header

Marcas da Guerra foi um dos primeiros livros a iniciar o novo cânone de Star Wars no mundo literário (se você não sabe o que é cânone,temos um post explicando direitinho pra você,segue o link: https://fulcrum68.wordpress.com/2017/06/05/qual-a-diferenca-entre-canon-e-legends-no-universo-de-star-wars/ ) e desde seu lançamento,novos livros foram introduzidos, mas este acabou se tornando um dos queridinhos entre os fãs.
O livro se inicia seis meses depois dos eventos do Episódio 6 – O Retorno de Jedi e nos mostra uma galáxia em chamas após o enfraquecimento do Império pela morte de seu líder e pela destruição de sua segunda maior estação bélica, a Estrela da Morte, que tinha o objetivo de manter a ordem e controle dos diversos mundos através do medo que ela impunha.
Uma nova República está em formação, enquanto o que resta do Império está escondido ou tentando manter controle dos mundos a que ainda dispõem. Para garantir que mais mundos se aliem ao novo sistema democrático, rondas através da galáxia são feitas para verificar o andamento da liberdade, o que na verdade não está acontecendo no planeta Akiva, que ainda se curva ao controle imperial e a certas gangues como a do Gângster Surat Nuat.
Em uma patrulha de rotina, o capitão Wedge Antilles, nome já bem conhecido entre os fãs, se encontra justamente neste planeta, e acaba sendo capturado antes mesmo de ter oportunidade de escapar.
Ao mesmo passo que isso acontecia, a personagem Norra, uma das pilotos rebeldes que ajudaram na destruição da segunda Estrela da Morte, finalmente volta para casa na cidade de Myrra no mesmo planeta para buscar o filho que a muito não via, mas chegando no planeta se depara com o bloqueio sobre a órbita e por pouco sobrevive.
Outros personagens são introduzidos ao longo do desenrolar da história, como Sinjir, um ex-agente de lealdade Imperial que a muito já via a fraqueza do governo e seu iminente colapso, Jas, uma caçadora de recompensas contratada pela Nova República com a missão de capturar importantes figuras do Império para serem julgadas, Temmin, filho de Norra, que depois da ida da mãe para a guerra teve que crescer por conta própria, apesar de ter sido deixado aos cuidados das tias, e por último e nem menos importante a Almirante Rae Sloane, a grande vilã e uma das personagens centrais do livro.

Ao decorrer da narrativa, nos é mostrado como esses diversos personagens se unem em torno de uma única missão, a de resgatar Wedge e ao mesmo tempo tentar capturar alguns ou todos os membros do conselho Imperial juntamente com a Almirante, que haviam chegado a pouco no planeta para discutir a situação e novas medidas a respeito do governo.

  • PROBLEMAS COM A NARRATIVA:

Um dos pontos mais discutidos entre os leitores, é o de que o livro no começo acaba sendo bem arrastado na apresentação dos personagens, já que o autor depois de introduzir um personagem em um determinado capítulo, já apresenta um novo no próximo e isso acaba tornando a leitura confusa ou mesmo cansativa. Neste ponto eu realmente tenho que concordar, no início a apresentação de tantos personagens acaba se tornando cansativa e a estratégia arriscada abordada pelo autor pode se tornar um tanto quanto confusa, principalmente se este for o seu primeiro livro da saga, porém, isso não atrapalha de forma alguma a narração da história e acaba se tornando um ponto visto apenas no início do livro, e logo a obra segue seu curso de forma empolgante, misteriosa e surpreendente.

  • CURIOSIDADES E PONTOS INTERESSANTES:

Mesmo com seus 38 capítulos, o livro ainda dispõe de alguns maravilhosos interlúdios, que são pequenos capítulos entre os capítulos, para nos mostrar o que anda ocorrendo em diversos mundos pela galáxia e como a queda do Império os beneficia ou ao mesmo tempo os prejudica.
Alguns dos planetas apresentados nos interlúdios : Naboo, Tatooine, Taris e até mesmo Coruscant.

Resultado de imagem para ewoks cooking han solo gif

Uma das teorias mais estranhas elaboradas pelos fãs, é a de que os Ewoks, aqueles ursinhos que ajudaram os Rebeldes na batalha e que aparecem em o Retorno de Jedi, não são nada fofos e sim monstruosos canibais, tendo eles devorado os corpos dos combatentes imperiais que morreram durante a batalha.
Lembrem-se, durante o filme eles levam Han, Luke e Chewie para serem preparados como banquete em homenagem a C3-PO a quem acreditavam ser um deus. Essa teoria se sustenta ainda mais, através da seguinte passagem do livro:
“Quem quer que tenha sido, agora ela não é ninguém. Adubo para a floresta. Comida para os Ewoks.”
Nesse trecho, Sinjir relembra os momentos que viveu durante a batalha de Endor, e como essas lembranças o impulsionaram a desertar.

Resultado de imagem para boba fett and the sarlacc gif

Outra teoria interessante e que muitos dizem ter sido abordada no livro, é a de que Boba Fett, o famoso caçador de recompensas que foi devorado pelo Sarlacc no sexto episódio da saga, na verdade escapou e estaria vivo, mas teria deixado sua armadura para trás e logo depois a mesma foi encontrada por um grupo de Jawas (sucateiros parecidos com aqueles que vimos vender R2 e C3PO ao tio de Luke em Uma nova Esperança).
Essa teoria ganha suporte em um dos interlúdios que ocorre em Tattoine, apartir da seguinte passagem:
“Do interior da caixa, Adwin retira um capacete. Cheio de marcas e furinhos, como se tivesse caído ácido em cima. Mas, ainda assim… Ele bate no capacete com os nós dos dedos. Os Mandalorianos sabiam fazer armaduras, não é?”.

Para aqueles que talvez não saibam, Temmin Wexley, o filho da piloto rebelde Norra, além do livro,ele também aparece no sétimo episódio da saga,O despertar da força.
Temmin é um dos pilotos que ajudam a Resistência a destruir a base da Primeira Ordem, a StarKiller.

  • DESENVOLVIMENTO E CONSTRUÇÃO DE  PERSONAGENS :

Sem duvidas,a Almirante Rae Sloane é a personagem mais bem desenvolvida na trama, para aqueles que já conhecem Star Wars a fundo ela não é uma personagem nova, tendo aparecido em outras mídias como quadrinhos e até mesmo no livro Um Novo Amanhecer que conta a história de como os personagens da série animada Rebels se conheceram.
Durante o livro, conhecemos a personagem um pouco a fundo junto de seus pensamentos em relação à fraqueza do Império depois da morte de Palpatine. É até notável seu comportamento sobre o tratamento dos rebeldes capturados, vendo que certas figuras imperiais se comportavam como animais e que o Império não deveria ser assim.

Ainda assim, algo muito bem apresentado na trama é a relação entre mãe e filho que Norra e Temmin desenvolvem, já que no começo do livro, Temmin se mantinha um tanto distante de sua mãe por ela o ter deixado ali e ido para a guerra sem dar notícias, mas com o tempo os dois se reaproximaram nos mostrando a importância de um tema já bem abordado em Star Wars: a família.

Esse foi meu Review sobre o Livro Marcas da Guerra, se desejarem adquirir um exemplar, abaixo estão links para a compra dele através da Amazon e Saraiva :

http://www.saraiva.com.br/star-wars-marcas-da-guerra-9169002.html

Espero que tenham gostado. Que a força esteja com você.

FULCRUM OUT

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s